Informações Financeiras

3T14

Eventos e Destaques dos 9M14

  • Em Outubro, a S&P reafirmou os ratings do Pine com base na sua “solidez perante à riscos, refletido na qualidade de seus ativos e na gestão conservadora”, além de sua “adequada liquidez, capital e rentabilidade”. Em Abril, a mesma agência de ratings realizou o rebaixamento de vários bancos brasileiros.
  • A Fitch também reafirmou os ratings do Banco, que "refletem o satisfatório perfil de crédito do banco e o seu bom desempenho nos últimos anos, em meio a um ambiente operacional em deterioração e relativamente volátil".
  • Contribuições positivas de todas as linhas de negócios nos 9M14: 71,3% de Crédito Corporativo, 21,1% da Mesa para Clientes, 4,0% da Tesouraria e 3,6% da Pine Investimentos.
  • Balanço líquido com caixa no valor de R$ 2,1 bilhões, equivalente a 58% dos depósitos a prazo.
  • Gap positivo de liquidez mantido ao longo dos últimos anos, com 13 meses para o Crédito e 16 meses para a Captação.
  • Execução da terceira transação da parceria Pine-DEG. Foram US$ 25 milhões, por um prazo de 12 anos para uma empresa do setor de Infraestrutura.
  • 16º maior banco no ranking de derivativos da Cetip, sendo o 2º em derivativos de commodities para clientes.
  • 13a maior instituição em volume de crédito para as grandes empresas, com evolução de duas posições, vis-a-vis 2013, de acordo com o ranking Melhores e Maiores da Revista Exame.